Conheça as técnicas de leitura que podem acelerar os seus estudos

Você já deve ter lido ou visto anúncios que falam sobre leitura dinâmica e que prometem técnicas valiosas para aumentar a quantidade de livros que você devora por ano. As garantias são das mais variadas, desde revelar “os segredos de leitura dos CEOs” até “como ler um livro por dia (e viver nas horas vagas)”. Neste artigo a gente revela o que há por trás das técnicas de leitura rápida, explicadas pela ciência, para que você possa implementá-las imediatamente nos estudos.

Ler mais rápido deve ser um hábito, não um atalho

Vamos ser bem sinceros com você: se chegou aqui porque está em busca de uma solução rápida, barata e de confiança para recuperar o tempo que perdeu com outras coisas – enquanto deveria estar estudando – este artigo vai te ajudar, mas não vai ser uma solução mágica para devorar todas as apostilas de estudo. A realidade é que aprender como ler mais rápido deve ser mais um treinamento, dentre tantos outros, que você deve praticar consistentemente até desenvolver as técnicas certas e não uma solução de última hora.

Leve em consideração a sua velocidade usual de leitura para planejar as sessões de estudos, pode inclusive medí-la contando a quantidade de palavras em um texto e os minutos que leva para terminá-lo, mas acostume-se a tentar aumentar a velocidade progressivamente. Quando estiver habituado, vai conseguir otimizar o tempo previsto no seu cronograma!

Benefícios do hábito da leitura

Riqueza de vocabulário, repertório cultural amplo, educação do imaginário… os benefícios da leitura são muitos e imensuráveis. Graças à leitura podemos viajar no tempo, conhecer culturas e países, criar novas conexões mentais, aumentar o nosso pensamento analítico e consultar o legado histórico dos nossos antepassados.

Há quem não largue os livros, o Kindle e quem prefira os audiobooks, mas o que importa mesmo é manter a curiosidade intelectual ativa e alimentar o hábito de ler – sozinho, em grupo ou com os filhos na hora de dormir. Ler é um dos pilares mais fundamentais do aprendizado e deve ser estimulado em todas as idades e fases da vida.

“Um leitor vive mil vidas antes de morrer… o homem que nunca lê vive uma só” – George R.R. Martin

Vantagens de saber ler rápido

O leitor mediano processa, em média, 200 palavras por minuto, um leitor um pouquinho acima da média lê 250 ou 300 ppm, e alguém com muita prática pode chegar a 1.000 ppm ou mais. A leitura ágil reduzirá consideravelmente o tempo total de estudos, além de economizar minutos valiosos na leitura de enunciados nas provas.

Acelerar a leitura também significa ter mais tempo para variar os materiais e buscar novas fontes para complementar o conhecimento que já incorporou.

A relação entre leitura e escrita

Não é de hoje que os mestres aconselham: se quiser escrever bem, você precisa ler muito. Nas provas discursivas e redações, teses de graduação e publicações que vai enfrentar, além de precisar consumir uma vasta bibliografia, é esperada de você uma base argumentativa sólida e estruturada.

A criação da coluna vertebral do texto e identificação do tema, formulação da tese, escolha dos tópicos e desenvolvimento do parágrafo vão ser mais fluidas para você se dominar a estrutura do idioma e os estilos de linguagem. Para ter um alto repertório cultural capaz de produzir bons textos, você precisa ler os clássicos, conhecer os grandes autores, e ter modelos narrativos como fonte de inspiração.

Como ler com os olhos, não com a mente

Já comentamos no conteúdo sobre como aprender a aprender, mas vale reforçar: enquanto lemos, mesmo em silêncio, a nossa mente “fala” e repete para si mesma palavra por palavra perdendo segundos valiosos; o principal desafio é calar essa voz interior e assim aumentar a velocidade da leitura. Uma das técnicas é dizer para a sua mente que você só irá ler aquele material uma única vez. Isso vai te forçar a se concentrar na leitura ativa. As premissas da leitura dinâmica são:

  • Não pause a leitura. Ao se deparar com uma palavra ou expressão que não conhece, siga em frente; não se preocupe, pois é muito provável que ela não prejudique o entendimento do contexto. Ademais, nenhum concurso vai testar o seu conhecimento sobre o significado de uma palavra avulsa, então você pode continuar a ler o parágrafo sem grandes preocupações.
  • Use um apontador. Pode ser o seu dedo indicador, um lápis, uma régua ou qualquer objeto que te ajude a manter o foco linha a linha – o seu cérebro vai agradecer por esse guia! Dessa forma você evita perder tempo regredindo no texto. Depois de um tempo você pode começar a mover o seu apontador mais rápido, forçando os seus olhos a acompanharem o novo ritmo.
  • Movimente menos os olhos enquanto lê. Se acostume a absorver as frases pelo que são: um agrupamento de palavras que precisam ser consumidas rapidamente pelos seus olhos, sem descuidar do entendimento, mas com um olhar mais amplo sobre o texto. Aumentando o campo de visão dos seus olhos, ao invés de focar nas palavras e espaços, você visualiza a linha completa e abstrai o seu significado, deixando todas as palavras “embelezadoras” para trás (adjetivos, vocativos, advérbios, etc). Comece treinando uma velocidade rápida de leitura com livros que não exijam tanta compreensão intelectual do texto e, depois de se acostumar ao movimento dos olhos e ao novo ritmo, passe para os materiais mais técnicos. Não vai ser confortável no começo, mas depois você se acostuma! Use a sua visão periférica para expandir a absorção de palavras em agrupamentos, focando o olhar tanto no centro quanto nas laterais das linhas de conteúdo.

Referências em técnicas de leitura ágil

Agatha Christie, popular autora de romances policiais, lia 200 livros por ano – o que prova que ler mais rápido é completamente possível. Se interessou pela leitura dinâmica e quer pesquisar mais? Confira algumas das autoridades no assunto que já publicaram livros sobre o tema:

Tony Buzan: criador dos mapas mentais, Tony Buzan também fez sérias contribuições sobre leitura efetiva. Estudou os movimentos e anatomia dos olhos para acompanhar a progressão na absorção do conteúdo e tem livros sobre como treinar a sua mente.

Peter Kump: o autor de ‘Breakthrough reading’ oferece exercícios e um conteúdo prático para quem quer treinar a leitura dinâmica.

Dominic O’Brien: vencedor de campeonatos de memória, o autor do livro ‘como ser aprovado em exames’ é também especialista em leitura ágil e fala do poder de treinar os olhos para não regredir na leitura.

Tim Ferris: o projeto PX acompanhado por Tim em Princeton aplicou técnicas que renderam um aumento de 300% da velocidade de leitura dos participantes em apenas 20 minutos. Ele conta sobre essa saga no seu blog.

Lembre-se que a leitura dinâmica é apenas uma das ferramentas à sua disposição para absorver novas informações. Idealmente, você precisa combiná-la com outras práticas de aprendizado e memorização para fixar o conteúdo da leitura e transformá-lo em conhecimento.

Nossa missão é te ajudar nesta jornada com as melhores práticas e técnicas para conquistar o resultado que deseja naquele sonhado concurso, vestibular, ENEM ou para, através do alto desempenho intelectual, decolar sua vida profissional e  projetos pessoais. Confira os nossos planos de aprendizado.

Fontes:

Dominic O’Brien – How to pass exams

Tony Buzan – Use sua mente

Tim Ferris – Speed reading and accelerated learning

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *